Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico

 Modelismo - AVIAÇÃO MILITAR PORTUGUESA


ALPHA JET

1993 - 2018

 

 

 

 

NOVIDADE

SHOP - Kits Construction 

 

SHOP - Aviation Art 

Encomende a aquisição, montagem e pintura de miniaturas de aeronaves, ou pinturas artísticas em tela das aeronaves militares portuguesas, aqui 

 

 

 

Visite também os

meus Sites:

 

Modelismo - AVIAÇÃO MILITAR MUNDIAL

 

OBERION - Fantastic

Fantasy Art

 

 

 

ÍNDICE

 

ATENÇÃO: as miniaturas expostas neste Site não

estão à venda, são de colecção privada.

 

NOVIDADES (Mai/Jun/Jul/Ago 2018)

TB-30 Epsilon

C-310B Songbird

SB-17G Flying Fortress

B-24D Liberator (Mod)

P-39D Airacobra

T-6G Texan

DC-3A Dakota

B-26B Invader

SC-54D Searchmaster

P-2E Neptune (P2V-5)

P-3C Orion

P-3P Orion

  

AERONÁUTICA MILITAR

P-39D Airacobra

Mohawk MK IV

Master T.MK III

Lysander MK IIIA

Blenheim MK IVL

P-38G Lightning

Spitfire LF.MK VB

Hurricane MK IIC

 

AVIAÇÃO NAVAL

Beaufighter MK X

Beaufighter TF.MK X

 

FORÇA AÉREA PORTUGUESA

AT-6C Texan

Harvard MK IV

T-6G Texan

SA-316B Alouette III

Fiat G.91R/4 Gina

Fiat G.91R/3 Gina

Fiat G.91T/3 Gina

A-7P Corsair II

Alpha Jet-A

FTB-337G Super Skymaster

DHC-1A Chipmunk

DO-27A-4

F-47D Thunderbolt

F-84G Thunderjet

T-33A T-Bird

F-86F Sabre

T-38A Talon

F-16B Fighting Falcon

C-212-300S Aviocar

 

 

CONTADOR 


Total de visitas: 188868
Kits - Modelos - 1

Primeira Anterior ...          ... Próxima Ultima

Lockheed P-38G Lightning (Airfix 1/72)


(Imagem 23/128)

Lockheed P-38G Lightning (Aeronáutica Militar); Camuflagem: USAAF Humbrol 155/156; Origem: EUA; Tipo: caça bimotor; Motores: 2x Allison V-1710-53 (1400cv) V12 em linha c/turbocompressor e hélice 3 pás; Velocidade Máxima: 666Km/h; Raio de Acção: 764Km; Tecto Operativo: 13.410m.


O P-38 Lightning foi um dos mais famosos, mais gloriosos, mais letais, mais potentes e mais devastadores caças-bombardeiros de toda a Segunda Guerra Mundial. 


Este formidável avião de guerra teve uma importância crucial para o rumo e desfecho da mesma, ajudando a consolidar a Vitória Final dos Aliados contra as Forças do Eixo. O Lightning (relâmpago) era um aparelho particularmente rápido, altamente destruidor e extremamente eficaz num vasto espectro de missões de guerra.


Em Fevereiro 1937, o Governo dos EUA abriu concurso para a construção de um avião de grande raio de acção para actuar como caça de escolta e interceptor de grande altitude, capaz de voar a 580Km/h a 6000m de altitude e a 467Km/h ao nível do mar. Perante estas especificações, muitos dos fabricantes concorrentes desistiram por as considerarem irrealistas para a época. No entanto, a Lockheed, que até então nunca tinha construído um avião puramente militar, agarrou o projecto com "unhas e dentes", aceitando o desafio. Criou então um caça revolucionário, repleto de inovações, mas também de riscos técnicos. O avião, considerado muito original, gerou grande controvérsia desde o início. Em vez da tradicional fuselagem, tinha uma pequeno corpo central encimado pela cabina de pilotagem e dispunha de dois possantes motores V12 enormes cujos fusos (dual viga) se prolongavam para a retaguarda, terminando em duas derivas-lemes verticais ligadas entre si por um estabilizador horizontal. Os motores, ainda não devidamente experimentados, éram sobrealimentados por turbocompressores instalados a meio dos fusos, arrefecidos por duas grandes entradas de ar situadas em ambos os lados. As hélices giravam em sentidos inversos, o que anulava o efeito de torque. O trem de aterragem éra do tipo triciclo retráctil. Toda a construção do avião era altamente robusta, com blindagens internas protegendo sistemas vitais. A cabine do piloto tinha igualmente um elevado grau de protecção anti-balística, formada por um monocoque em aço maraging e por uma carlinga envidraçada à prova-de-projecteis e de estilhaços. No nariz estavam colocadas quatro metralhadoras pesadas Colt-Browning de 0.50"/12,7mm e um canhão Madsen de 23mm. Este protótipo de testes e avaliação, designado XP-38 Lightning, voou pela primeira vez em Janeiro 1939. Em Fevereiro, este aparelho atravessou os EUA "coast-to-coast" em 7,02h, o que na época se afigurou como um feito incrível. A produção em série do P-38 iniciou-se logo em Abril desse ano e prolongou-se até 1945, atingindo 10.037 unidades fabricadas em diversas versões. O canhão central de nariz, de 23mm, considerado de calibre insuficiente, foi substituído por um mais pesado, um Hispano de 37mm, mais apropriado contra as fortes blindagens dos bombardeiros alemães e japoneses além de mais destrutivo contra tanques e fortificações no solo. Este revolucionário e potente avião despertou a atenção dos britânicos, que ficando muito satisfeitos com as suas prestações encomendaram 143 exemplares a que baptizaram de Lockheed Lightning MK I. Mas a proibição de exportação dos motores americanos Allison, que iriam ser substituídos por motores menos potentes e sem turbocompressores, fez com que a RAF (Royal Air Force) recusasse os aviões. Em 1941 apareceu a versão P-38D com notáveis melhoramentos aerodinâmicos, seguindo-se a P-38E com motores mais potentes mas armada com um canhão Hispano de 20mm, mantendo contudo as quatro metralhadoras pesadas de calibre 0.50"/12,7mm. Em 1942 saiu a versão P-38F, com cabides (pylons) internos para dois tanques de combustível-extra ou bombas, até um peso máximo de 907Kg, tendo sido esta a versão mais numerosa e mais utilizada na guerra. Em inícios de 1943 saíu a versão P-38G com motores ainda mais potentes, de 1400cv, e equipamento-rádio melhorado. Em seguida apareceu o P-38H com motores novamente mais potentes, de 1425cv, com o canhão Hispano de 20mm melhorado com cadência de tiros aumentada e com novos cabides (pylons) internos reforçados para dois tanques maiores de combustível-extra ou bombas, agora com um peso máximo acrescido para os 1450Kg. Para além de caças de longo alcance, os Lightning também actuaram desarmados, nas versões F-4A e F-5A/B/C/E/F/G, em missões de reconhecimento fotográfico equipados com fotocâmaras Fairchild K-17 (Reconnaissance and Mapping Camera). Os Lightning também actuaram como rebocadores de planadores, operaram com skis em teatros de combate gelados como na Rússia e na Europa Central ocupada pelos nazis, foram bombardeiros, caças nocturnos, lançadores de cortinas de fumo para cegar a artilharia anti-aérea às incursões de bombardeiros pesados, e até efectuaram evacuações médicas em socorro improvisado a combatentes feridos. O P-38J era um caça-bombardeiro equipado com os “turbochargers” e “intercoolers” no queixo dos motores e fueltanks internos nas pontas das asas. O P-38J (Droop Snoot) era um bombardeiro ligeiro com nariz transparente, em plexiglass à prova-de-projécteis, um posto do navegador-bombardeador com sistema calculador-mira Norden “Bombsight” de aquisição de alvos e de pontaria precisa para céu encoberto com núvens ou para missões nocturnas. O P-38L era um caça-bombardeiro de ataque em mergulho equipado com sete trilhos lança-rockets (HVAR) sob cada asa externa, além dos habituais cabides internos subalares. O P-38L (Pathfinder) era um bombardeiro nocturno com nariz-radomo rombudo equipado com radar Philco AN/APS-15 “Mickey” (X-Band Bombing and Navigation Radar with Ground Mapping), capaz de efectuar precisos lançamentos automáticos de bombas em missões nocturnas ou com péssimo tempo atmosférico, sem visibilidade dos alvos. O operador-radarista-bombardeador ía dentro do nariz, num posto com pequenas janelas laterais. O TP-38L éra uma versão bilugar para treino operacional, com o posto do instrutor atrás e ligeiramente elevado em relação ao do piloto, numa cabine separada. A última versão foi o P-38M (Night Fighter), um caça nocturno bilugar baseado no TP-38L mas equipado com um radar de detecção e intercepção automática de aviões inimigos, um Sperry AN/APS-6 alojado num pod sob o queixo e com o operador de radar sentado numa cabine traseira elevada (igual à do TP-38L). Consta-se que alguns P-38M (Night Fighter) atingiram mais de 850Km/h em mergulho desde grandes altitudes.


Durante a Segunda Guerra Mundial, os Lightning actuaram por toda a Europa, em todo o Norte de África e na enorme Frente do Pacífico, contra o Império do Japão, sempre com arrasadora eficácia.


Em 18 de Abril 1943, um P-38G do 339º Esquadrão da USAAF baseado em Guadalcanal, abateu o avião de transporte (VIP) Mitsubishi G4M Betty onde viajava o Almirante Yamamoto, considerado a mais prestigiada alta patente militar nipónica. Foi este o homem que tinha idealizado, planeado e comandado o ataque surpresa ao enorme complexo de bases aéreas e navais americanas de Pearl Harbour, nas ilhas Hawai. Todas as instalações, depósitos de combustível, hangares, pistas, cais e ancoradouros foram implacavelmente destruídos assim como dezenas de grandes navios couraçados, cruzadores e imensos aviões da Marinha dos EUA que foram apanhados desprevenidos. Milhares de soldados, pilotos aviadores e marinheiros americanos foram mortos pelos devastadores ataques dos caças japoneses. Este foi o "Dia da Infâmia" que empurrou definitivamente os EUA para uma guerra que procurava evitar a todo o custo. Em resposta, o avião onde viajava Yamamoto foi fortemente atingido pelas rajadas dos canhões do P-38G Lightning e com os motores incendiados despenhou-se na selva de Bougenville, uma das ilhas do arquipélago Salomão, tendo o almirante tido morte imediata. Esta missão do Lightning teve o nome de código "Vengeance" (vingança).


O P-38 também foi o avião americano que abateu mais aviões japoneses, passando a ser a arma mais temida naquela frente de Guerra. O efeito psicológico terrível que este avião provocava nos seus ataques, levaram os japoneses a chamarem-o de "morte sussurrante". Mas o panorama na Europa também não foi muito diferente, ao ponto dos alemães chamarem-o de "o diabo de cauda bifurcada".


Pelo mundo inteiro há ainda muitas dezenas de P-38 Lightnings, bem estimados, e mantidos em voo por forças aéreas, museus e associações. São as chamadas colecções de relíquias "Iron Birds" da Segunda Guerra Mundial, constituídas por inúmeros modelos de aviões históricos, autênticas lendas vivas de outros tempos.


O famoso P-38 Lightning foi um dos "top ten" dos caças-bombardeiros de toda a Segunda Guerra Mundial. Terrivelmente devastador, a sua forte acção destruidora foi fundamental para a vitória dos americanos na Frente do Pacífico, contra o Japão, e para a vitória dos Aliados na Europa, contra a Alemanha Nazi.


Uma grande máquina de guerra, altamente destruidora e eficiente, um grande avião para a História.

Criar um Site Grátis   |